terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Tudo que é de verdade é pra sempre no coração.




Meu Gabriel tem uma facilidade grande de fazer amizades. Aonde chega vai logo falando com todo mundo e eu acho isso uma maravilha. Nós costumamos conversar sobre vários assuntos e vez por outra pergunto qual seu melhor amigo. Durante um bom tempo a resposta era sempre a mesma, mas à medida que ele foi crescendo fui vendo o dono do posto de “melhor amigo” mudar de nome. Tudo bem, as coisas mudam, os interesses mudam, a gente muda. No entanto, aproveito sempre as nossas conversas pra deixar claro a ele que, mesmo que o amigo se vá, mude de escola, de endereço, etc. a amizade pode permanecer. Até mesmo aquele amigo que a gente gostava tanto e que nos machucou. Quem nunca errou?! Podemos ser amigos na distância, nas diferenças, nas discussões se o que nos unir for o bem-querer.
O sentimento de amizade não se dilui. Pode enfraquecer, se esconder bem num cantinho do coração. Mas se um dia a amizade foi sincera, ela vai permanecer nas nossas lembranças até o fim.
Quero que Gabriel cresça mantendo essa facilidade em socializar-se mesmo quando ele se deparar com a falsidade, egoísmo e inveja do mundo adulto.
Bjs a todos,
Míriam
PS:Fotos da confraternização de uma turma muito bacana.

Um comentário:

Francineide disse...

Poxa Mirinha é isso mesmo as pessoas si perdem uma da outra em encontros e interesse mas o sentimento de amizade permanece